Seguidores

Meu Legado como poeta! Clique AQUI!

“Eu estou feliz (Meu legado)” – Czar D’alma.





“Eu estou feliz (Meu legado)” – Czar D’alma.



Eu estou muito feliz

Por perceber os meus sentidos.

Por acordar ver e rever meus amigos.

Por saber que meus erros sempre serão vencidos.



Eu estou feliz

Por saber que na minha solidão

Estarei com meu violão e um amor

Que nunca encontrei senão nos meus próprios gemidos.






Eu estou feliz

Por saber que posso hoje duvidar

Do que amanhã possa ter de mais razão

Por chorar só quando todos felizes se foram.



Eu ainda estou feliz por não saber

Por que meus dias são ainda vazios...

Por olhar pra cada pessoa amiga e amor que se foi

Saber que ainda há em mim um suspiro de narciso.






Eu estou quase plenamente feliz

Por querer viver depois de ter tudo perdido.

Por saber que meus filhos serão melhores que eu

E por ter a força pra pedir perdão do que ainda por fazer não consigo.



Eu estou feliz

Por que meus dias são de coisas

Que muitos duvidam e me julgam

Mas eu sei que estes nada sabem de mim de preciso.






Eu estou quase mais feliz

Por que meus irmãos, amigos e família.

Estarem sempre me dando mais esperança

Do que eu quando olhando pra minha simplória vida.



Eu estou feliz de saber que trabalhei duro

Desde as construções de edifícios aos escritórios.

E entender que ainda estudo com meninos

Por que tudo na vida aprender é o que dá sentido.






Eu ainda estou feliz

Por olhar a minha volta e saber

Que nem tudo na vida eu conquistei

Mas do pouco que tenho me tenho pelo suor que dei.



Eu sempre poderei ser feliz

Por que não aprendi o quanto acertei

Mas que a humildade me dá uma estrada

Onde as mãos amigas estarão sempre me orientando mesmo em meio às lágrimas.



Eu posso me ter por feliz

Por que os vícios que venci

Fizeram-me mais forte, mais humilde e homem.

Pra saber que nem tudo na vida se consome.






Eu estou feliz

Por nunca usar uma mulher e subjuga-la

Pelo sexo, cor, credo ou razão de diploma.

Saber que depois de suar, a vida nos dá outro aroma.



Eu posso dizer-me feliz

Por você ler essas palavras

E saber que algo também

Tem muito haver contigo.






Eu sempre serei feliz

Por meio da coragem e do medo

Que me fizeram recuar ou avançar

Mas jamais arrancar do próximo o direito de amar.



Eu já me vejo mais feliz

Por cada gesto que me deixam

Quando sabem que sou humano e sofro

As mesmas dores que todo o mundo anda em gemidos






Ah, eu estou feliz...

Por cada dificuldade que passei

Por meus erros que venci

E daqueles que também herdei.



Eu sempre serei feliz

Pelo Deus que ama e acaricia

A alma de cada homem sofrido

Que levanta a cabeça mesmo depois de ter tudo perdido.





Eu me dou por feliz

Por não forçar ninguém a estar do meu lado...

Só fica quem se sente livre e nunca oprimido

Por saber que a liberdade é o maior bem da humanidade.



Por saber que minhas lágrimas

À noite comigo sozinho sempre caem

Por não entender quem me feriu

Mas perdoar por que disso também eu careço






Estou feliz por amar

Poder escrever agora

E ao mesmo tempo

Rir e chorar.



Eu estou feliz

Que a terceira guerra não ter acontecido.

Pelos judeus que sobreviveram ao holocausto

E aos alemães que puderam mudar e se perdoar.



Estou feliz por que minha mãe me ama

Estou feliz por saber que a cada dia que envelheço

Sempre serei a mesma tenra criança.

Por achar lindo quem dança ciranda...






Ah, eu estou feliz.

Pelas minhas andanças.

Pelos sorrisos dos paralíticos

E da queda da arrogância dos que se acham dono do mundo.



Ah eu um dia ainda serei mais feliz

Quando acordar e vir ao meu lado

Quem me feriu e se arrependeu de gestos equivocados

E pedir o mesmo perdão, por saber dos meus muitos pecados.



Um dia feliz melhor eu terei

Quando o amor for o maior credo

E as nações saberem que a terra é de todos

E que a fome é a pior agressão à humanidade e seu povo.



Eu estou feliz

Por escrever coisas simples

Num mundo tão complexo

Onde se mata até por diferença de credo ou sexo.



Eu estou feliz

Pelo silêncio que me acompanha todos os dias.

Por saber que o amor será sempre o maior legado

Para nossos filhos, nossos inimigos e nossos orgulhos e pecados.



Eu estou feliz

Por que a mulher que me ama

Ainda não me encontrou

Ou pode ser essa que esta lendo esse legado.



Eu estou feliz por não defender o divórcio

Mas sempre entender que defendo os divorciados.

Por que a família de toda criança um dia será restaurada

Onde a alma dorme, os homens acordam e as mulheres sorriem...





Por entenderem num dia feliz

Que o amor é o nosso maior compromisso

Que estender é maior que lutar

Que se render não é se humilhar

Que a mão nasceu para amparar

Que os olhos nasceram pra entenrecer

Que as pernas estão para a estrada pisar

E não no outro que ainda pra aprender está.





Que quando não se tem do que se arrepender

É preciso de novo a própria vida olhar.

Que os nossos filhos são da estrada deles.

Que as mulheres não são para se esconderem-se.

Que os medos são para se vencer.

Que os amigos são para a compreensão

E os casais para a cumplicidade e não para a traição.

E que eu escrevo pra mudar a mim mesmo...

Por que de tudo isso preciso aprender

E saber que ainda não sei o que posso dizer.



Que a natureza é dona de tudo

E que o amor é a melhor rota e rumo.






E por isso tudo me dou por feliz

Por que mesmo o solitário tem paz em sua cabana.

Por que em cada peito há um gesto de criança





E em cada alma uma centelha de vida, amor e esperança.








“Eu estou feliz (Meu legado)” – Czar D’alma





P.s.: Dedico esse poema à todos e todas pessoas que estão sempre
visitando, seguindo e cooperando com esse VOSSO espaço!
Meu Muito Obrigado à cada um!

Beijos N'alma ; Carpe diem!


 Soli Deo Gloria!


Postar um comentário