Seguidores

2013/01/29

“A trava de segurança"

“A trava de segurança”  -  Czar D’alma.
 
 
 
“A Trava de segurança” – Czar D’alma
 
 
Deve haver um programa.
Uma medida de segurança
Uma pílula em cada farmácia
Para a dor não se instalar na consciência.
 
 
 
Então, procura em suas atitudes chaves-mestra.
Onde abrirá em cada problema a própria essência...
Os outros estão sempre bem, ao saberdes tu serás além.
Por onde os remédios e outras porções, não serem teu céu, teu bem.
 
 
 
 
Não sei dizer-te coisas loucas, mas procuro as minhas.
Por que em cada sono um sonho pode acontecer...
Então, acordas e acredita que o feliz, pode ser você.
Senão, parares de caminhar, sonhar, ser e acontecer.
 
 
 
A vida seguirá sempre adiante pra quem deseja.
Eu ainda não consegui lhe dizer coisas belas,
Estou atentando-me às que acredito serem certas.
Após cada tragédia, alguém em algum lugar, chama a vida de bela.
 
 
 
 
Por um segundo a vida se esvai...
Seja acidente, erro médico ou suspiro que não sai.
Pegue os erros e não ponha na mesa de tuas refeições,
Por que, deles só comem aqueles que não sabem quem pode ser você.
 
 
 
Eu ainda não pude dizer-te coisas belas, atenho-me às não sequelas.
Deite o rosto no colo de quem lhe ama, aprenda a sorrir com amigos...
Por que, em breve aquilo que está no peito será sonho, esperança ou apenas lembrança.
E lembre-se que eu preciso de você. Mesmo quando isso possa não parecer.
 
 
 
A vida pode ser melhor e será, quando a gente aprender,
A dar as mãos em vez de fingir esquecer...
Nunca te esqueças de que terás alguém que te odeia e outro
Que te ama te espera e ainda deseja a vida por lhe conhecer.
 
Assim do mesmo jeito doce que a gente finge não entender...
Por que todos precisam de pessoas e as coisas até mesmo podem pender.
Mas, seja como for, eu preciso ainda dizer-te coisas belas,
Mas as belas até agora percebi certamente que está nos olhos de quem me lê.
 
 
 
Obrigado por tua companhia, quando acordares te lembres de dizer, bom dia!
E um bom dia há de acontecer.
Jamais esqueça que precisas de alguém.
Por que jamais esqueci que preciso sim, de você.
 
 
 
Eu sei parece coisa cafona, careta, mas sem essas...
Quem consegue lá muito bem, viver.
 
 
 
 
“A trava de segurança”  -  Czar D’alma.
Postar um comentário