Seguidores

2013/02/22

“Do vazio e da paz” – Czar D’alma.

“Do vazio e da paz” – Czar D’alma



 


“Do vazio e da paz” – Czar D’alma




Sempre olhando além da escuridão
Sempre avistar a cada gesto e abraçar.
Sempre querer de o sol o seu suspirar.
Sempre sim, sempre meu bem.




Limpar os pés, quando algo não for bom.
Escovar a mente de toda a humilhação...
Devemos ir à frente sempre
Sempre com olhos nos céus e dando as mãos.




Acredite sempre, pois pra ti sempre será o melhor.




Dobrar a esquina, esquecer o passado.
Passar a frente dos dilemas lembrar-se de si.

Somente se vê com a alma o que aspira ao coração
Sem dúvidas andamos, mas com elas alçamos além do chão.
Eu que quero o viver, dei de cara com a decepção...
Deixa pra lá, é melhor olhar a quem nos dá a mão.




Veja-me com seu olhar de perdão
Perdoe-me como aos seus próprios pés,
Corra com a alma e o coração...
Ainda se espera pela ternura e anéis.

Eu estou com uma fagulha em minha carne
E com um monte de brilhante em minhas lágrimas
Mas quando percebo o quanto recebi da vida...
Percebo o quanto restou quando se vão as mágoas.




Faça-me sorrir...
Fala-me pra eu dançar como criança.
Faça-me falar como eu to feliz aqui
Sem restrições e pouca roupa pra dormir.

Me faça cantar uma canção
Onde os homens dormem em paz.
E as mulheres querem sim ter seus adornos...
Com cada gesto certo em todo quarto com ou sem conforto.




Que seja linda a vinda do que virá
Que seja doce o sono da criança.
Que não haja pessoas más, nem abismos demais...
Pra que o horizonte se veja poesia e nada que seja cruel e voraz.

Assim, caminha a doce canção dos inocentes.
Assim clama os vigores em seus berços, tão doentes.
E eu me calo, pra ouvir o som de seus pés.
Pra sentir o seu cheiro na brisa me estatizo e canto só.




Por que os rios são para os peixes
E os mares são para os amantes.
Quanto a mim, me resta a solidão...
E a quem me vê em cada estação




Sorrindo em mim, mas com...
Uma profunda tristeza,






No 

coração.





“Do vazio e da paz” – Czar D’alma

  
Postar um comentário