Seguidores

2014/05/20

“Sonhei-te”- Czar D’alma.

“Sonhei-te”- Czar D’alma.





“Sonhei-te”- Czar D’alma



Sonhei-te com cada passo em minhas lembranças
vi-te dentro de mim, baço, rins, fígado outras andanças
se meu sonhar voltar, decolarei outra vez
na sentença entre o suor e da lágrima tudo se refez.

Sonhei-te... não me caberia outra asneira
Sem tomar da fé e da bebedeira
Junto à tudo que fende e fecha
Cada ser em sua pulsão à sua maneira.




Sonhei-te, não te quero mais
Deixa-me sorrir quando nascer em mim a paz
Sonhei-te, por que te aspiro assim
Sem verdades, nuances do que disseste a mim.

Sonhei-te e acordo suado
Sorrindo por ter acordado
Aquilo que se esconde dentro dos dentes
E arromba a porta dos desejos ardentes.




Sonhei-te, sonhar-te, compor-te, amar-te...
Até o verbo se calar, jamais deixar de amar, sonhar
Se ao sonhar tenho a paz que voa e não sabe pousar.
Sonharei o sonhar que quero sem lhe desejar roubar.

Sonhei-te e deixa-me dormir assim...
Com milhas de estradas que nunca percorri.
Somando as curvas tua que só consomem a mim.
Sonhar-te é tornar a viver de tudo que perdi.




Então, sonhar-te-ei...
Até nunca mais precisar dormir.



“Sonhei-te”- Czar D’alma


Postar um comentário