Seguidores

2013/01/11

“Senão adeus”

“Senão adeus”   -   Czar D'alma    
 
 
 
 
 
 
“Senão adeus”  -  Czar D’alma
 
Eu fiz uns versos pra poder sonhar
Onde o riso comigo seja meu bajular
Eu fiz uns versos pra cantar
A solidão que não me deixa tranquilo
 
Seja aquilo, aquele ou nós mesmos consigo...
Uma milha de quilômetros pra medir o sentido
Por que, crianças se vão amores falsos nascem.
E a vida nunca desiste de abrir os olhos no domingo.
 
Eu sinto falta do cheiro da flor
Eu quero da vida a volta do sabor
Eu quero sorrir quando não mais, amor.
Deixa-me acordar feliz um minuto sequer, por favor.
 
Por que a alegria estava às portas,
A felicidade pelo caminho...
Quando abri os pulmões e percebi
Que já não mais estou vivo.
 
Senão, pela ausência de amor, paixão, abraço e amigos.
Senão Adeus.
 
 
"Senão adeus"  -  Czar D'alma
Postar um comentário