Seguidores

2015/05/11

De Fato - Czar D'alma

"De fato. - Czar D'alma" ­




"De fato" - Czar D'alma ­ 


 
Eu não sei como cheguei aqui
de cada lágrima minha eu só lembro
de buscar seu sorriso pra continuar
e ainda esperar mentindo por sorrir...

De fato, eu nunca lhe menti
quando disse que preferia ter de fugir
do que esperar pela noite
a lágrima que jamais lhe pedi




Seu rosto cansado de cada noite
de cada cama que esteve
e sequer pensou em me despir
minha metade incompleta meu mundo à cingir-se.

De fato, eu olhei pra cada gazela
que ao seu lado me fazia sumir
eu que não sou menos por que iria sair
com minha saia justa, minha roupa cada vez mais limpa




Dei de caras com a sua trouxa investida
meu sorriso bolero, minha curva seu desespero
eu caio na vida com samba e pagode de pura aflição
a noite me visto de linda e de dia de total solidão.




Então, me calo e lhe deixo pra lá.
Quem sabe outro nego me dá um cheiro
e então caio de noite na gandaia
por que não uso calça, só saia pro limo 





que me cala.




De fato” - Czar D'alma. 



Postar um comentário